Hey Lady!


      Do mesmo modo que recebo bem a tristeza espontânea, recebo melhor ainda a alegria, e foi bem isso que me ocorreu hoje. Depois de uns dias tristes pelo andar da vida, me peguei sorrindo do nada, acredito que seja a resignação fazendo efeito. Não leia-me de forma errônea, quando falo em tristeza é aquele momento ao qual acontece algo que entristece seu olhar, podendo a situação ser bem simples ou bem complexa, mas de nenhum modo ela acaba com meu dia ou meus outros pensamentos, mas convivo e dou a valoração decente para ela, até ela passar.
      A alegria jorra do mesmo jeito. O que também não quer dizer que não possa ficar cabisbaixo com a vida. Em verdade suspeite sempre de quem é a todo tempo muito feliz ou muito triste, esse firmar de sentimento é mentiroso e pode advir de situações intrínsecas  causando desconforto para quem está ao redor. Aproveite todos os sentimentos e suas sensações, isso é viver e muitas vezes passa despercebido. 
     Você sabia que grandes artistas apenas produzem com determinados sentimentos? Isso mesmo, pintores, escultores, escritores, atores, amadores e profissionais. Eles chamam de Feeling. O desprezo pelos sentimentos é infantil e covarde. Aquele que entende, conhece e vive suas emoções é a pessoa mais sortuda do mundo, pois só ela consegue ultrapassar as barreiras da vida com as artimanhas e habilidades que só um Vivant sabe fazer. Eles sabem tirar de todas as situações ensinamentos que deixariam qualquer moral da história no chinelo.
     Estar triste não é ser triste, estar feliz não é ser feliz. Os pontos são tantos que resumir pelo meu ponto de vista seria muito estrito, digo-te apenas uma coisa: Viva!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.