2- Quanto você come?


 Nunca vá de primeira à lugares (g)astronômicos. Aqueles com preços acima de 3 dígitos só para a entrada, pois você passará de gentil e impressionta para soberbo, automaticamente.
 Seja simples, vincule seu nível social ao do seu par. Nivelando, assim, conhecimentos culinários e nunca esquecendo de perguntar se o seu par pode comer de tudo. Atente a lugares com variada opção na cozinha ou de peculiar atendimento.
 Se seu par tiver algum tipo de alergia, o acompanhe no que ele for comer. Ser tido como estranho só porque tem intolerância a crustáceos não é algo muito confortável.

 Não sabe o que pedir?

Apele para as famosas massas. Para beber, não presica abusar dos vinhos anciões, afinal ninguém é um enólogo. Apenas queremos algo gostoso para engolir e não morrer engasgado durante o primeiro jantar.

Se achar ofensivo fazer perguntas sonbre o que comer, ou se você acha constrangedor, apenas peça uma sugestão casual. Essas conversas preliminares são um prato cheio de sugestões, basta apenas escolher a melhor delas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.