Não-Comercial Registrada, Por Favor.


 Oi, 
 Aposto que você não esperava por essa.
 Espero que quando estas linhas chegarem aí, te tragam mais alegria do que posso te desejar.
 Pode parecer estranho mas estou aqui sentado na areia da praia que nem sei o nome, fugi da cidade, da família, do barulho. Fugi para respirar um pouco.
 Engraçado porque eu não consigo fazer nada sem pensar, sem planejar, sem organizar mentalmente por no mínimo três vezes. Este sou eu.
 Me julgue.
 Sinto o vento que vem do mar conspirar uma tempestade. O que é deveras normal, pois aqui não para de chover.
 Mas hoje não. Não aqui.
 Sinto a areia fofa sob meus pés e enterrando-os como proteção do vento, pensei em te escrever.
 Sabe, quando eu era pequeno, eu costumava olhar fixamente para uma coisa e passar horas e horas, tentando gravá-la, tentando colher todos os detalhes para nunca mais esquecer e foi assim que pensei em você.
 Me deu uma vontade de saber quem você é. Quem realmente é você.
 Todas as suas aventuras malucas, cicatrizes do coração, risadas altas e socorros que você já passou.
 Me deu vontade de te conhecer, de saber para que time você torce, qual tua música favorita e qual é o sabor de sorvete que você mais gosta.
 Fico horas respirando o balanço do mar, ouvindo o sopro do vento, sentindo o fofo da areia.
 Se eu pudesse fazer um desejo agora, apenas um, desejaria infinitamente você aqui para ver aquilo que ninguém mais vê.

 P.S.: Vim aqui para esquecer do mundo, acabei só lembrando de você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.