Tudo Tranquilo


-Oi, como você está?
-Tudo tranquilo, e você?
-Também, tudo bem.


 Comigo sempre está tudo tranquilo, às vezes um pico de felicidade que estende-se por perímetros qualitativos, dando um potencial melhorado, outras vezes uma tristeza imaginada, para confortar apenas o próprio ego que precisa de alguém. Assim correm os dias, entre um bem-estar um não-tão-bem-estar. A vida é assim para todos, cabe a gente perceber sobre o que vale a pena sofrer ou sorrir.
 Não se preocupa se você não me ligou no outro dia, se não me convidou para sair na sexta à noite, se no meu aniversário não me mandou um sms sequer. Não atordoe a mente que ignora minha presença com coisas bobas assim, eu estou tranquilo, ousando dizer ótimo. Juro.
 Quando você aceita as condições do universo e faz de tudo para que no seu aspecto personalíssimo você tenha uma disposição de cem por cento no teu querer, quando você deixa a vida seguir, quando é só isso que te resta, quando você faz tudo isso: o mundo gira. Eu já dei a muita gente razões para ficarem e partirem, mas nunca vi um bom motivo que me convencesse a se importar, hoje não. Acredito que mesmo não tendo nada em meu peito, as emoções serão como um bom e velho café: forte, doce/amargo e enérgico.

 - Está tudo tranquilo. Juro.

Certo que uma hora ou outra as memórias dos bons momentos nos perseguirão, nos secarão a garganta, apertarão o peito, mas ficarão na memória das coisas boas, por mais que nos façam sofrer elas continuam sendo boas. Uma após outra, sempre haverá uma nova memória de felicidade para nos fazer pensar em nós, no mundo, no presente e no futuro, tudo isso de momentos do passado. Não estranhe, isso é normal, fique tranquilo. 
Posicione sempre seu pensamento para o que você acha prioritário, mas não abra mão das oportunidades.
Negar atenção é vil e desnecessário, pois os olhos que nos saúdam hoje serão os possíveis mesmos que brilharão por nossas conquistas. Devemos sempre levantar a cabeça para não escorrer as lágrimas, sorrir sempre que vir aquele balbuciar prevendo choro, devemos nos segurar nas memórias boas, de tão boas poderiam gerar um spectum patronum. É assim que a armadura do bom senso vai moldando nossa pele e mente, desfragmentando tudo que for mau e inútil, numa progressão de dentro para fora.

-Sim, tudo tranquilo.

Quando a noite vai chamando o dia e este a presenteia com um céu rosado de nuvens douradas, é nessas horas que eu me sinto melhor. São as novas oportunidades, novas experiências, novos contos e momentos que surgirão. É um novo dia para se sentir tranquilo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.