...Quando ela me queimou, bem, eu chorei.


- Você quer me dizer mais alguma coisa?
- Que faça você mudar de ideia? Não!

Sei que pode parecer muito objetivo, e até mesmo rude, mas não tinha mais argumentos para contestar. É complicado atingir uma ideia. Nenhuma ideia é simples quando precisa inseri-la em outra mente. É como se você visse o céu laranja e tivesse de convencer outra pessoa do mesmo. Então desistir de lutar e encarei a situação que já estava predestinado outrora. E como não criei nenhuma expectativa, logo não tive frustração. Mas sabe o que é mais estranho? Como eu posso sentir falta de algo que ainda não aconteceu?

Determinar se daríamos certo ou não por diferenças, não é algo que deva levar em conta. Quando duas pessoas se gostam, elas não se dominam, não se submetem, apenas se completam. Não é aceitar tudo. Aliás,  onde tudo é aceito, eu desconfio que não há amor. Mas não estamos falando em amor (sentimento profundo), falo no sentido de gostar em qualquer relacionamento, e um relacionamento feliz é uma conversa longa que parece curta demais.

Após a garoa terminar de cair, fomos embora e nesse pouco tempo de despedida, e um sorriso disfarçado no rosto, dei um breve tchau e observei suas costas me dando adeus, com aquele andar exclusivo e um mundo totalmente novo que poderia ser compartilhado. Ela se foi, levando consigo muitas incertezas, mas tinha em mente que tudo estava bem.

Por mais que não esperasse uma coisa oficial, nem um título qualquer, queria ter apenas a oportunidade de continuar saindo e descobrindo e conhecendo ela. Parecia que tudo estava tranquilo, parecia. Mas não sei como vai ser daqui pra frente, vou continuar deixando a vida seguir, e fazendo tudo dar certo. "Nasceu de um sorriso, cresceu de um beijo, alimentou-se de carinho...e depois morreu?"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.