Don't be a fag, just be a king.


 Olá colega, olá povo de Jurerê Internacional. Olá para todos e todas.

 O que nos trás aqui hoje é apenas a indignação de um jovem para com as bichinhas pão-com-ovo.
 Vamos as famosas explicações não é: 

[...]Num belo dia de boate, que já é um meio perigoso para quem não conhece os sinais, lá estava eu pulando e dançando com meus amigos e talz, do nada, alguém passa e pega na minha bunda. "Ah! era só isso?" Você pergunta e eu respondo -Não!- o problema não foi que pegaram na minha bunda, várias e várias vezes, achei até que tinha se tornado patrimônio público. Do menos mal foi isso, isso até que eu poderia ficar calado, afinal, no meio da tux-tux, show de laser's, todo mundo bebendo, uma mão boba não é nada. Mas quando avançam e pegam no meu P!#T0 aí eu fico brabo.

 Povo muito pobre pra fazer isso viu, pois todas as pessoas que eu conheço desse meio, são super educados, quando não discretos em relação a sua sexualidade. Mas quem poderia ter feito isso? Fato! As famosas "monas", "viadas", "beeshas" e a pior de todas, a "pão-com-ovo". De todo gênero de gente esse é do tipo mais baixo, rasteiro, pra não dizer subterrâneo em escala moral. Desse tipo de gente que acha que todo mundo é gay e é obrigado à pegá-los, pois afinal são passivas topado.
 Depois que apanham, vem correndo pra imprensa dizer que foi homofobia. Ah vá, se for assim eu sofri heterofobia por não querer beijar um garoto e todos saíram me batendo [de leve, mas bateram].

Comentários

  1. lhe bateram foii? depoiis quero saber esa história direito! kkkkkkkkkkkkkkkkk #homofóbico

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.