Olha a hora, olha a hora!

O máximo que eu consigo fazer nesses dias corridos é correr, estudar, pensar, comer, pegar ônibus, estudar, criar teses de TCC, paquerar e estudar. Raramente eu consigo dormir bem, é mais um cochilo do que uma dormida.
Mais era assim antes e vai ser assim sempre, vida de pessoa ocupada é sempre assim. Tudo se agenda, médico, dentista, provas, reuniões, festas, estudos... tudo tem que ser previamente avisado e anotado, caso não isso pode passar despercebido. Agora na reta final tudo complica.
São muitas prioridades, muitas perguntas e poucas respostas, muito vai-e-vem, vuco-vuco, e no fim do dia, tudo parece não caber em 24hrs. Se meu dia tivesse 50 horas, seria ocupado do mesmo jeito, a não ser que fossem os mesmos horários de trabalho e estudo, aí teria mais tempo pra fazer o que gosto. Não que eu não goste do que faço atualmente, mas queria relaxar mais, divagar mais e porque não namorar mais?
TEMPO é algo que damos valor só quando crescemos, aí sim, nós sabemos que tudo mudou. Não só estudar e trabalhar para ter dinheiro, mas todas as reponsabilidades possíveis. Pode ser uma casa pra arrumar, uma comida para fazer, uma roupa para lavar... isso já te custou quanto tempo? Umas horas? Umas tardes?
Não importa o quanto significante seja seu trabalho, serviço ou hobbie. O que importa é o quão válido seja ele para você, e quanto de vida e tempo você dedica à ele. Pois em 24hs tem que fazer valer, tempo curto, vida mais curta e instável ainda... aproveite!

CARPE DIEM para os que podem, e para os que não podem, façam poder!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.