E o prêmio vai para...

Você pode me dizer qual a tara de alguém que vê os outros como troféus? A graça da conquista é o difícil trabalho que um se dá, para fazer como que o outro caia na sua, mas depois que isso acontece chutar a pessoa não dá, né?!
Fala sério, não considero pessoas de boa índole esses heartbreakers. É costumeiro observar isso nos homens, já que as mulheres, geralmente, nos esperam e observam. Contudo também não posso deixar de comentar que conheço muitas mulheres que adoram brincar de "fazer gostar" pra depois abandonar os caras.
É como se eu fizesse uma aposta com alguém, ou consigo, para mostrar que sou capaz de ficar e/ou ter alguém. Aplica-se essa fórmula a pessoas de diferentes tipos, o que importa é o desafio. Mas eu pergunto, o conquistador(a) é feliz? Como eles encontram o sentimento de cumplicidade? Bom, vai ver eles não encontram.
Esse post é um desabafo de uma ação descarada que um amigo meu, fez em desfavor de uma moça, que não merecia passar por isso. No fundo ninguém merece, mas o que podemos fazer se no fim tentamos acreditar que somo diferentes, não é mesmo?
Se você puder ter a chance de conquistar alguém, ou se você gosta do jogo da sedução. Deixe claro que você gosta de flertar, ou então aproveite muito a conquista, não façam as pessoas desacreditarem no amor. Sua projeção de "o amor são para os tolos", não é aplicável se não para seu eu. Pensem nisso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.