Private





Jack Morgan é dono da Private, a melhor agência de investigações que existe, com escritórios em vários cantos do planeta. É a ele que os homens e as mulheres mais influentes do mundo recorrem quando precisam de total eficiência e máxima discrição. A agência é o único recurso quando a polícia não pode fazer mais nada. 
Enquanto Jack e sua equipe investigam o assassinato de 13 garotas, surgem dois outros casos, bem mais pessoais. Fred, tio de Jack, procura-o pedindo ajuda com um escândalo financeiro que pode destruir a liga profissional de futebol americano. E a esposa do melhor amigo de Jack, Andy Cushman, é encontrada morta. 
Com a Private, nenhum caso fica sem solução. Os três mistérios parecem insolúveis, mas Jack conta com os melhores investigadores e com o que há de mais avançado em tecnologia – recursos que, muitas vezes, não estão à disposição da polícia. Além disso, a agência não responde a instituições oficiais, portanto, nem sempre precisa jogar de acordo com as regras.

A) Opinião sobre a história?

Histórias sobre espionagens, conspirações e jogos de mentiras são sempre interessantes. Neste universo não é diferente, tudo se desenvolve parecendo um episódio de Criminal Minds. Não é lá um conto espetacular, entretanto dá pra passar um bom tempo de leitura.

B) Opinião sobre os personagens?

A Private possui um corpo de grandes profissionais, o tal protagonista é basicamente um personagem de seriado policial americano, sem muito conflito e só estrelismo. O restante da equipe são dignos de participações singelas, coadjuvantes descarados e sem muito alarde, bem como o vilão. 

C) Qual o ponto entre a posição atual e a sinopse?

A sinopse já se foi desde as primeiras páginas, o que resta então resolver o mistério e juntar os pontos de investigações. O que por acaso soa bem previsível.

D) Frase mais interessante até agora?

(xxx)

E) Qual a ultima frase da página 100?

Colou o distintivo no vidro escuro do para-brisa e o carro parou imediatamente.

F) Pretende continuar a ler?

Sim, pois o livro é curto e não aparenta complexidade. Uma boa companhia durante trajetos viários.

G) O que esperar do restante do livro?

Que não seja um final previsível onde os três casos da Private se interliguem. Porque se for...

H) Indicaria esse livro?

Pra quem gosta de filmes e séries policiais sim. Ou melhor: Até agora sim, porque sabemos que eles não trazem nada de Ó MEU DEUS em pouco mais de 180 páginas. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.