Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Singularis

Imagem
De tempos em tempos a mente projeta uma expectativa única em relação ao universo que nos circunda. Neste ponto, começamos de logo a análise fatídica do antes e depois, vendo pontos e contra-pesos, memórias, fotos antigas, diálogos expostos, tudo calculando uma performance quase instável do futuro, ou o que esperar dele. Vem junto com todo esse pensamento aquilo que chamo de Singularidade. Isto significa que as coisas estão tomando um outro rumo, o que pode ser muito bom ou muito ruim.  Geralmente a Singularidade me draga novamente ao início, pois ao perceber tudo que já foi vivido e posto em experiencias, a maioria das coisas do agora não valem a pena serem enfrentadas, sendo mais fácil apostar em coisas mais valiosas, mais oportunas, ou simplesmente aguardar um tempo melhor. Socialmente falando este aspecto valoriza as coisas mais belas e mais trágicas, pontuando o atual até que se equipare ou supere o antecessor. Até agora não supera, porém a tentativa se perdurará no tempo necessár…

Extremos

Imagem
Protelar te ajuda com o tempo, mas não com as situações. E estas podem aumentar de tamanho e tomar uma proporção nunca vista. Deixar de lado periódicos afazeres ou pensamentos importantes dependerá, unicamente, de sua escolha e seu tomar de consequências.  É assim que os dias vão passando, através de escolhas de potencializam meu protelar. Seria bem mais fácil se isto fosse algo de cunho biológico, um distúrbio ou transtorno, pelo menos assim eu saberia que a euforia uma hora chegaria e assim acabaria com o brisar da minha vida. Se bem que esta é mais tranquila que os mares que me cercam, acredito que não faria grande diferença, porém teria um resposta.

 Enquanto o tempo transcorre, tenho que escolher entre o claro e o escuro. Não que a proporção de luz seja algo delimitador de bondade/maldade, apenas é uma sublime alusão ao referido preceito. De um lado tenho a lucidez, pequena empolgação, sono e estabilidade; Do outro eu tenho a distorção, inércia, insônia e instabilidade.  Vendo por e…

Vulgar

Imagem
adj.m e adj.f. Que se refere ou pertence ao povo, à plebe; comum ou popular: língua vulgar. Que respeita as regras comuns, que não se distingue dos demais; usual: tem um conhecimento vulgar. De procedência ruim; de natureza baixa; grosseiro, rude: fez uso de linguagem vulgar. Conhecido por muitas pessoas; sabido: é vulgar a paciência dos monges. s.m. Aquilo que é vulgar, banal. A língua nativa ou vernácula de um país: escrever um texto em vulgar. (Etm. do latim: vulgaris.e)
Da noite não contei horas, do dia não vi os carros, e assim seguiu a semana. Da felicidade marota uma peculiar inquietude, baixei a guarda e postei a pensar. Eu que sempre sou sincero, tão vulgar quanto se pode ser, me pego roendo unhas, meu anestésico para um não-colapso. Nunca acreditei que deixar um vício seria tão irritante, tão violentamente avassalador ao ponto do sublime vapor secar as lágrimas de adoração. Também nunca acreditei que colocar em prática o que sei em teoria, isso seria tão amargamente triste.  Ouvir …

Do Francês.

Imagem
E te encontrei lá em cima. No lugar mais alto do mundo, te encontrei nas nuvens que atravessam o limiar do real e do inimaginável. Você ia lá uma hora ou outra, refugiando de si, de nós, deles, de tudo aquilo que não tivesse aspecto real de felicidade. Te encontrei lá no superior, por um acaso, enquanto eu vagava em busca de alguns, digamos, raios. Sabia que conhecia aquelas pegadas graciosas de pequenas criaturas, dessas que são maiores que todo mundo pelo intrínseco potencial, esses mini-seres são encantadores e raros, por isso se aventuram sozinhos em busca de proteção, mas quem diria que eu seria o tal para encontrar tua alma espreguiçada numa flutuante, bem pertinho do meu Alma Voraz, aquela embarcação que passeava pelos céus e te fazia olhar o infinito. Quem diria? Sabendo que você se escondia entre as paralelas prateadas e fofas, observei do meu telescópio o que você queria, estudei teus movimentos e pouco-a-pouco me aproximei, mas não com o gigante Alma Voraz, muito pelo contr…