Te Juro!


 A minha loucura eu recolho, e de amores não morro mais, até porque nem vida eu tenho. Sempre em reflectivo afeto, faço aquilo que acho certo, e caso sou correspondido eu continuo. Passos pequenos, firmes e perspicazes. Tudo para não perder um tempo que guardo para mim e para minha busca pelo tranquilo.
 Eu não falo mais nada, não insisto, não envolvo, não complico. Garanto sempre o bom senso, respeito e consideração, essa é a tríplice do relacionamento, seja ele qual grau o for. Aprenda que não adianta se colocar como prêmio, não para mim, não irá funcionar já que não irei atrás, muito pelo contrário, sou paciente e aguardo a hora certa. 
 Do que adianta nadar tanto se no fim a praia é o local de teu sepulcro? É tão mais fácil ser sincero contigo e consigo, fazendo o desperdício de tempo apenas necessário. E você sabe quando isso se per faz.
 Ria da minha pele, do meu sorriso, das minhas roupas, dos meus amigos e dos locais que amo ir, mas não ria do sentimento que tenho por ti, isso me faz ser pior do que sou, pois sou desses de trocar moedas poucas por notas altas de violência específica. Bato-lhe tão firmemente com meus argumentos que você clamará sangue para liberar a dor de teu orgulho.
 No invisível vou continuar o meu caminho, poderá passar por mim e nunca me notar, mas sei bem que um dia saberá de mim, e quando esse dia chegar, eu estarei com meu semblante desconfiadamente fixo. Não quero mais brincar de tentar, queo apenas tentar na vera, no real, no tangível mundo dos adultos. Ou vai ou não, ou é ou não é, e por assim adianta. 
 Sou inteiro demais para ficar no pé de alguém, não sou meia pessoa, sou inteiro. Dar-te-ei meu melhor se calçares as minhas palavras, mas apenas se estiver disposto a enfrentar o mundo fora da redoma de cristal, e aqui fora, tudo pode acontecer. Possa crer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.