Tempos de Narcisos


     E hoje eu acordei ótimo. Fazia um certo tempo que os psicotrópicos não surtiam efeito, mas hoje foi diferente. Consegui manter a constância de oito horas de sono sem acordar, sem sustos, medos, receios, ou lembranças ruins de sonhos catastróficos. 
     O dia começou maravilhosamente lindo para um sábado qualquer. Dia de ir à praia, de ficar em casa, de ler um livro, de dançar em um clube, de ir ver os amigos antigos, de marcar um encontro com os novos. É tempo de dizer "estou ótimo!". Começando uma dieta, indo marcar presença no rodízio mais próximo, vestir aquela roupa que nunca usei, ou até mesmo doar as que já uso faz dez anos. É tempo de inventar, de renovar, ou melhor de inovar.

     Aprendi que ser, estar e fazer, são verbos que não custam aprovação de terceiros bajuladores ou causadores de hipocrisia gratuita. Digo isso por padrões pessoais de aceitação notória, meus pais são os únicos que atribuem um certo valor específico em questões de avaliação, e eles não interferem. Por isso e tudo mais, eu apoio a nova leva de sentimentos. Permita-se!
     Faça uma tatuagem, aprenda a dirigir, solte balões coloridos no meio do centro da cidade. Sorria. Ser feliz custa pouco, ser original é tão simples. Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? Imagine algo que gostaria de fazer e veja se está a tua disponibilidade, invente algo extraordinário. Diga para alguém que ela é a pessoa mais linda do mundo, dê flores, adote um cão. Seja uma dessas pessoas utópicas. Se a vida te der um limão, faça uma lasanha. E deixe a vida se perguntando "como você conseguiu isso?"


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.