Fatura


     É quando eu recebo as contas que percebo o quanto eu gasto. Ao ver todas as faturas de utilização da vida, pego-me em próprio descontento e dores de cabeça, tenho sempre que sentar e calcular tudo, todo mês, religiosamente, é assim. São números, ações, pessoas, sentimento e reações.
     São tantos pontos e traços que no fim sobram apenas borrões e promessas. E continuamente a atenção aos gasto desnecessários para o próximo mês é o que mais significa, pois se nos cálculos de agora já estou no vermelho, quiçá o vindouro?
     Esse processo de contas facilita nos cortes e investimentos. Por exemplo:

Esse mês eu gastei por duas vezes em presentes em datas diferentes, isso me somou 60 pontos positivos, 30 sendo um presente de aniversário para alguém que acabara de conhecer e mais 30 de um presente de natal. Porém, no mesmo quesito presentear eu tive um prejuízo bem alarmante, pois além de não receber nada em tempo algum o que já subtrai 30 pontos, não tive também o presente de natal (menos 30 pontos), fora que ainda tive o desprazer de não ter nenhuma ligação em tempos comemorativos ou qualquer outro, escanteando todo o interesse subestabelecido, adicionando o negativo de 50 pontos. Logo acabei no vermelho, vejamos:

Presente de Aniversário___(extra)__(+) 30 pts.
Presente de Natal____________ __(+) 30 pts.
Presentes Recebidos____________(-) 30 pts.

Presentes de Natal Recebidos_____(-) 30pts.
Qualquer Outra Forma de Prestígio__(-) 50 pts.


Total_________________________(-) 50 pts.


     Ah, então você quer dizer que você contabiliza os presentes e coisas que ganha? Isso não seria interesse?
     Não! Sabe porquê não é? Porque toda forma de carinho e consideração é contabilizada da mesma forma, logo presentar não torna a situação maior ou menor afetivamente, nem tampouco o valor do presente. O ato de presentear, neste exemplo, pode ser com com uma simples flor colhida na rua como um Rolex de ouro puro. O que conta é a intenção das pessoas. 

     Abre-se por necessidade: (O termo presentear como já falado outrora é ato unilateral e de essência para com a pessoa que presenteia) 
     Cada pessoa em minha vida possui um marcador, uma tabela, uma valoração que pode ser suprimida ou estendida de acordo com necessidade, circunstancia e motivos de força maior. E nessa fatura individual tem vários espaços de preenchimento, como histórico, relação com terceiros, atos de bondade, atos de maldade, indicações, ideais, pretensões, rivalidade, sonhos, angustias, frustrações, entre outros. Por isso o cálculo é complicado e meticuloso. Faz-se vital o atento para que um sinal, uma vírgula, ou um ponto não saia no lugar errado e faça o resultado diferente do natural.
     Se se tratando de especulações amorosas, a fatura transforma-se em um livro Balanço, tudo é um teste, um preencher de lacunas, onde a tabela Investimentos corresponde exatamente a tabela Sentir-se Bem. Caso não seja assim, meu eu pode entrar no cheque especial do Amor Próprio, e acabar desandando de vez.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.