O Outro Eu


Como são enigmáticas e estranhas
as relações que mantenho comigo mesmo.
Essas a que a toda a hora me empenho,
dentro de meu corpo, minhas entranhas!

Discuto comigo próprio e argumento,
como se um outro estivesse aqui,
a julgar as intenções e os sentimentos dentro de mim.
Sem me dar trégua, a todo momento!

Quem é esse outro, que não sou eu?
De aonde vem ele, de onde nasceu?
Seremos irmãos, os dois, um do outro?
É que só descansamos quando chegamos a acordo!

(Zedaesquina)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.