4- Você está falando comigo?


      A melhor escolha é um lugar calmo e sem muita movimentação. Lembrando sempre de ser caminho próximo dos dois, nunca vá para longínquos lugares, isso pode dar insegurança e intimidar a pessoa convidada. Através das iniciais conversas sobre interesses dá para criar um perfil social de locais favoráveis a uma conversa à dois. 
      Várias televisões, final de novela, jogo de futebol importante... Tudo isso dificultará o diálogo a apreensão da atenção e encanto. Opte sempre por lugares de ambiente tranquilo e de modo que não fique muito quieto, com som ambiente que seja propício a uma conversa e ao mesmo tempo que os som embale o clima de início de relação.
     Se alguém conhecido aparecer enquanto você está escolhendo uma mesa, nunca, eu disse NUNCA fique na mesma mesa que ele(s), você está ali pelo seu par e não para conversar com amigos, faça-a sentir-se importante, porque ela o é! Seja gentil e educado, agradeça ao convite dos amigos e afaste-se para não ficar um clima chato. Se os amigos forem dela, espera ela tomar uma decisão e caso ela passe a proposta para você, aí você estuda o semblante dela para conferir o conforto expresso em sua face, há momentos que é perceptível o convite bem-vindo e outros você pode sentir titubeio. 
     No meio da refeição ou drinks, pode aparecer um familiar ou amigos. A regra é a mesma, exclua-os de momento, para que seu par não se sinta constrangido, isso se ela já não estiver à vontade, e se aparecer os dela, aguarde para ver a reação dela. Aqui vai uma dica fundamental: Se a pessoa que está chegando for importante para ela, ela vos introduzirá, contando-lhe os nomes e situação de início de relacionamento. (Ex.: "Este é o Thiago, meu vizinho." ou "Esta é Fernanda, minha tia.") Se não for tão importante então ela apenas falará, cumprimentará e continuará a te dar atenção.
     Atenção e cuidado é forma de vinculação do meio. Esqueça smartphones, conversas paralelas e olhar para à rua. Vise apenas seu objetivo que é dar a melhor imagem de si, não sendo omisso verdadeiramente ao que acontece ao redor de vocês, pois há o fator segurança também presente. Se o telefone tocar, siga a regra dos 10 segundos: Se for algo para resolver em até dez segundos você diz o nome da pessoa que te ligou, e conversa rapidamente com ela, e depois não peça desculpas, apenas continue como se esta ligação não ocorrera. Se for mais de 10 segundos, torna-se preferível um sms avisando que depois você retorna, abre-se um grande parênteses aqui (Em casos de urgências e emergências todas as pessoas do mundo reconsideram uma ligação ou fim repentino do encontro, o que é importante deve-se ter com importância)
     E se ela começar a conversar ao telefone? Você faz cara de paisagem, começar a comer lentamente, ou beber aos poucos. Evite ficar olhando para os lados contando o tempo com os olhos como se procurasse algo para fazer, não pegue o celular em fuga para ocupar as mãos, isso demonstra menosprezo à presença de qualquer pessoa. Apenas sorrias às vezes e procure um ponto de abstração, é aí onde entra as televisões, um leve cantarolar da música que ambienta, uma leitura no menu... Sempre algo bem discreto e que possa ser corriqueiramente comum. Quando ela acabar, se acabar, não faça nenhum comentário incriminador, faça o contrário, pois ela vai pedir logo e no mínimo desculpas, então você rebate com um belo elogio, isso fará acabar com o clima sem graça de distração mútua e voltará ao foco inicial, ela.
    

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.