Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Fé.

Imagem
Desde o começo da humanidade, a crença em um poder maior fora entranhada na história de nossa espécie. Seja Gaia, seja Deus, seja Deusa, seja lá o que for, haverá uma força absoluta e maior que opera no universo e nas criaturas vivas e não vivas. Não faz-se necessária a divulgação de qualquer religião ou crença para se concretizar a força da fé, valendo-se de bondade e atenção com o próximo, para a efetivação da fé em sentido abstrato passivo.         O comércio sagrado ou simples fé mercantil, essas que são vitrinizadas em lojas, transmitidas pela tv ou rádio, não é válida para seu propósito final, mas ela como meio é perfeitamente aceitável. Quando se paga o dízimo como forma de ajudar a manutenção do templo ou igreja, é a mesma coisa que chegar em alguma casa religiosa e doar, por exemplo, uma caixa de água sanitária, um milheiro de tijolos ou roupas para os desabrigados. O dízimo, ao meu ver, é a forma mais prática de obter uma doação para a efetivação das atividades da instituição…

Fim

Imagem
Embora toda alegria fosse tida como sincera, a cada sorriso dado ao prazer de sorrir, a tristeza continuava esguia nas entranhas daquele sonhador. Por mais esperanças que ele tivesse, por mais chances o mundo pudesse lhe oferecer, nada foi o suficiente para manter erguido seu corpo, sua mente, sua alma. A verdade destrutiva de todos aqueles estranhos, dos envoltos íntimos e familiares ávidos de críticas, forçaram ele a cavar mais ainda o lugar onde estava. O sol poderia aparecer todos os dias, mas o calor não aquecia sua pele fria de descontento com a vida, era apenas mais um dia cinza a seus castanhos olhos, apenas mais um dia de sofrimento interno.        Ninguém nunca se importou em saber realmente se ele estava bem, seu sorriso bastava para aqueles prontos para descarregar seus problemas em cima do reflexivo jovem. A frieza comportamental era sentida pelos mais atentos, mas todos pensavam que era apenas uma fase, uma fase ruim devido a algumas circunstâncias recentes, não deram ate…

Bem-Me-Quer

Imagem
A primeira coisa que a gente sente quando estamos deslocados é justamente o desconforto de não ter com quem ou com o quê interagir. Podemos ficar quietos ou ocupar as mãos com algum celular, mp4, ou ficar riscando, batucando ou apenas colocá-las nos bolsos. Depois de uma dosagem de tempo e bom convívio, somos convidados ao círculo social mais próximo e que se conecta aos nossos interesses gerais, passamos a ter uma segurança maior em nós mesmos e deixamos de ser simples cenário para ser uma pessoa real.        Isso é um hipótese cubicular, entretanto a boa fama se espalha para todos os lados, atravessa paredes, voa os quatro ventos e temos a criação maciça de uma reputação, ainda frágil mas uma consolidação de território. Quando somos bem quistos socialmente, somos indicados e convidados para os mais diversos lugares e conhecemos mais e mais pessoas, importantes ou não. Ser querido em um grupo de amigos não tem o mesmo peso de ser querido por suas famílias, também, isso condiz com a re…

Miles Away

Imagem
"Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, Mesmo quando a situação não for muito alegre... E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor. Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém... E poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos, que faço falta quando não estou por perto. Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras, alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho... Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento...e não brinque com ele."
(Mário Quintana)

L'Amour

Imagem
Existem duas dores de amor: A primeira é quando a relação termina e a gente, seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro,  com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva, já que ainda estamos tão embrulhados na dor que não conseguimos ver luz no fim do túnel.
A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.
A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços, a dor de virar desimportante para o ser amado. Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida: a dor de abandonar o amor que sentíamos.  A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre,  sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…
Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.  Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém. É que, sem se darem conta, não querem se desprender. Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir,  lembrança de uma época bonita que foi vivida… Passou a …

Breeze

Imagem
Hoje esta tão frio, não sinto minhas mãos se tocarem, uma na outra, eu apenas não sinto nada em meu exterior, não sinto nada pelo meu corpo rondar, tudo está tão vazio, tão sem nexo que eu chego a ter um ponto de vista, que posso apodrecer nesse lugar, mas onde eu estou ? - Não sei, eu não consigo saber, não consigo enxergar, só consigo sentir. Mas não por fora e, sim por dentro. Essa escuridão vai tomando o lugar onde estou, e eu vou respirando o ar gelado, que em minhas narinas estão a se penetrar, elas entram pelas minhas narinas e congela minh'alma, deixando tudo que há em mim cristalizado e sob pressão permanente.        Bom o que se congela dentro de mim não é o que eu sinto mas sim o que eu não quero sentir, tudo se congelou mas aquele sentimento inexplicável, confuso e sem direção torna a permanecer em minh'alma, deixando tudo só mas confuso, eu apenas tenho medo do que vai haver. O que vai haver? O que tem que haver? Procuro o que vai haver? Onde esta? Se perdeu…

Noititude

Imagem
O dia realça olhos e sentidos diversos, sinto a vida e todo o seu barulhento furor, mas é na noite que eu sinto verdadeiramente a vida fluir. Através da escuridão onde habita todo tipo criatura, enfrento a face honesta das pessoas que me rodeiam, consigo tocar meus objetivos mais longínquos, ouço o som natural do pensar. Tudo se confunde em calmaria de um sono e a satisfação do silêncio, enquanto alguns dormem, outros trabalham e nesta calada da noite é onde tudo pode acontecer.        O clima frio mesmo na mais quente noite de verão faz o trabalho fluir com mais dignidade, a criatividade brinca solta nos vales sombrios de curiosidade. Não há momento melhor para um sonhador do que a hora que cai a noite e mesmo com o som do trovão ou assovios do vento, a atitude noturna de viver é ávida como o pulsar do coração, essa tal noititude funciona com todos, basta abrir mente e encarar os fatos. Nem tudo é sonho e nem tudo é realidade, no cair da noite a seriedade é mais amena, o humor fica ma…

Tique...

Imagem
Dentre todas as voltas que a vida nos fornece em troca das nossas escolhas, as voltas que os ponteiros dão, são mais sutis e graduais que possamos perceber. As horas passam demasiado depressa para os que trabalham e vagarosamente para os que esperam, assim, para cada acalento do peito, há um correr trespassado de expectativas. Não preocupa-te com as horas, abstraia o hábito de se pontuar em paradigmas cronológicos, escape a mente da perseguição do tique-taque.        Não existe mais a ciência das vinte e quatro horas de um dia, é bem menos que isso se você olhar bem. O fluxo de atarefamento nos preenche a grade que esquematizamos para suprir as lacunas do dia, tanto é que adentramos na madrugada, que seria de repouso, com nossas preocupações e prazos, e ainda assim, sem o merecido sono, às vezes não damos conta de finalizar aquela atividade. O descanso merecido sempre fica para o depois, acumulando com o sono de ontem e provavelmente será somado com o de amanhã, deixando o corpo abati…

Secretum

Imagem
Todo ser humano tem um segredo. Segredo este que é guardado no mais profundo e obscuro lugar da nossa mente. Uma vez liberto ou conhecido, torna-se uma arma mortal. Mentir faz parte da jogatina que defende nossos preceitos e o convívio torna translúcido em perspicazes dizeres do enfadonho e de suspendida teorização do fator bem-estar, em auto-defesa.        Acreditando ser capaz de carregar o item periculoso para sempre, não acreditamos em ninguém para guarda tal segredo, não importa se é um conforto gratuito de um amigo ou um dissecação paga de um profissional. Se quer guardar um segredo, comece por você. Omitir da realidade um segredo pode continuar uma vivência de uma família, pode construir uma vida, pode salvar instituições, pode destruir uma carreira, sempre 8 ou 80. Não há meio termo ao encarar medonha verdade, tão sinistra que fará qualquer olho se arregalar, ficando difícil estar preparado para qualquer reação provinda de uma revelação tão cavernosa.        Um segredo pode ser …

Sob a Luz

Imagem
A cada ponto luminoso de esperança que possui este caminhar, perdura no tempo todas as propostas lançadas aos quatro ventos, continua em mente as diretrizes de um sonho, queima em minh'alma os desejos eloquentes e vorazes, deturpando a mente em delírios intangíveis e congruentes. As pegadas evidenciadas em mero desprazes de, ainda, ver o passado passando, esvaindo de mentes pequenas que almejam inglórias e cupidez. Pretérito arraigado de sentimentos supérfluos e crenças infantis, de moderada visão obtusa oriunda de gélida cicatriz sagaz.        A iluminação deveria fazer os esbeltos saírem da penumbra, caracterizando engajamento e sutileza, entretanto não são estes que são atraídos pelo fogo-fátuo ideológico. As abissais criaturas persistem em agregar pensamentos tenebrosos, de espírito jocoso e leviana mentalidade de martirizar os de bom coração, tais personalísticos indivíduos costumam invadir a zona lúmia de conforto do andarilho, trazendo-o desesperança e desgaste de sua fé.    …