Luto


       No decorrer de nossa vivencia, atravessamos momentos únicos de mutação íntima e complexometria metafórica externa. Para cada transição importante e que marca nossa transição de um estado físico para outro, nos deixamos levar pelo momento, pelo fato ou pela condição geral da situação. Entretanto há momentos que são tão turbulentos em nossas vidas que, para nos dar foco, apegamos a um momento ruim, uma morte, um acidente, uma doença... Deixamos o sentimento de tristeza dominar nosso ser para nos dar conforto próprio para que possamos superar o restante do mundo, como se estivéssimos no olho do furacão, estando "seguro" por um pequeno momento. Isto é chamado de estado de Luto.
       O luto pode durar meses, ou apenas alguns dias. A dor do luto é tão grande que nos faz parar o mundo para refletir por momentos peculiares, transformando toda a bagunça que surge nas nossas cabeças em ideais boas e ideias ruins, a limpeza mental acontece nesse estado físico e mental. Pode-se ainda, no estado de luto, influenciar projetos de concretização futura, o que de fato pode ser o que estávamos precisando ou não, o risco de projeção nessa fase é grande, mas faz-se necessário.
       Lembrando sempre que o luto não é o mesmo que depressão, carência ou outros sentimentos cinzas que surgem em nossas vidas, a caracterização do luto é justamente o marco negativa que nos apegamos para dar continuidade ao turbilhão de problemas que nos trespassam naquele momento. Após o momento dificultoso que passamos, acaba logo em seguida o luto. Entende-se também que o luto pode se dar em pleno momento de evasão social, ou seja, podemos continuar sorrindo e vivendo como se nada tivesse acontecido, mas continuamos carregando o peso de uma tristeza sem controle que nos toma peito por algum acontecimento, o que pode não nos abater no cotidiano, mas nos tira sono e ronda nossos pensamento o dia inteiro.
       Haverá sempre festas, amigos, família e amores (antigos ou novos), para que nos ajude na fase do luto, muito embora nada disso adiante, pois mesmo que estejamos saudosos nesses espetáculos sociais, ao cair da noite, o sentimento volta a tomar conta, nem que seja na hora do banhar. E caso isso aconteça, a mascaração do luto, não significa que está sendo bem superado ou que logo passará. Apenas sabe o momento certo de encerrar o luto a pessoa que por ele o passa, de nada adianta se a transformação não vier de dentro, e como supra citei, o luto é uma forma de conforto pessoal, logo (entendo eu) só deixara de existir quando o vendaval de problemas passar ou pelo menos reduzir em grande potencial.
       Este estado é um marco em nossas vidas, como um catalizador de evolução do ser. Pode ser totalmente radical ou bem programado, a mudança que ocorrerá não importa, sendo visualmente, mentalmente ou psico-espiritualmente, nada disso importa, o que realmente importa é que ocorreu uma mudança. Se é demonstrável ou não, pouco importa, contanto que você não mais sinta-se em luto.
       

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.