Conforto


       É possível ter uma sensação de conforto mesmo quando estamos nos lugares mais hostis do mundo, basta apenas nos remeter em processos mentais de tranquilidade plena, ou apenas ligar o "foda-se". Claro, tudo isso depende de cada situação. Em geral, o ambiente é fundamental para a obtenção desse tal conforto, seja físico ou mental.
       Embora, alguns digam que o conforto em si seja apenas ilusão mental para nos dar segurança e bem estar, é tido, também, como facultativo às especulações a cerca de instrumentos físicos de âmbito rústico ou moderno para a caracterização de conforto em seu conceito pleno. Não obsta citar variantes casuísticas que merece desvinculação próprio do conceito.

       Conforto, o que você pensou ao ler esta palavra?

       Me vem logo na cabeça, móveis de relaxamento físico, tais como camas e poltronas, porém também é confortável imaginar uma bela praia paradisíaca e uma rede ao pé de coqueiros. Para mim, conforto é sutil e peculiar, para outros pode ser objetivo e simples. Um cigarro pode ser um conforto, tão simples quanto um abraço, um dia de chuva, um feriado, um amor... As variantes são inúmeras, mas todas têm a mesma finalidade, apreciar o bom momento de satisfação humana, tudo o que responde ao questionamento simples de "Você está bem?".
       Ao nos deparar em situações difíceis ou tristes oriundas do mundo externo, adentramos no empírico mundo confortável do nosso ser. Não existe para tanto uma posição mais confortável quanto o nosso primeiro conforto, a barriga de nossa mãe, que nos deixou a famosa posição fetal. Conhecido também como o "abraço em si", já salvou muitos momentos tristes e solitários daqueles que não tinham com quem compartilhar as fortes emoções da vida.
       Cada qual tem sua maneira própria de adquirir conforto nessas situações, eu escrevo para explorar melhor os pensamentos e sentimentos, embora não seja algo que se construa coisas positivas ou faça qualquer nexo. Dizem que não há travesseiro melhor, para uma boa noite de sono, do que a consciência limpa.
        Seduz o pensamento de bondade, porém, também, pode se tratar de melhores escolhas, estas que se traduzem em melhoria própria ou de outrem, sem causar dano alheio nem transtorno próprio. O conforto é tão prazeroso quanto um orgasmo.
        Assemelha-se o caro ao maior conforto, seja uma casa, carro, móveis, vestuário... Mas nem sempre é assim. A satisfação pessoal vale mais que jocosos desejos mundanos de posse, visando o próprios benefício e não o stress de endividamento parcelado em noites sem sono.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.