Magia? Não, Cinema!


 Acho que na verdade essa postagem deveria se chamar Pipocas, mas em fim vamos aos "finalmentes":

E lá vem o cheiro de pipoca no ar. Isso é cinema! Espaço inconfundível que está presente em quase todas as cidades do mundo. O que seria do cinema sem pipoca e refrigerante?

 Claro que tudo tem um marketing e lógica. Pelo o que eu acho, a pipoca que é vendida no cinema nada mais é do que um artifício para que mantenham os telespectadores acordados. Eles tiveram que inventar alguma maneira de manter o povo acordado em meio a total escuridão e silêncio naquela época do cinema primitivo.
 Óbvio que algum gordo deve ter comentado que enquanto assistia, ele também comia simultaneamente alguma coisa e com isso se mantinha acordado. Ok. Entretanto, o que seria mais prático o suficiente para fazer os telespectadores não perderem a atenção ao filme e ao mesmo tempo tinha que ter seu preparo rápido, para oferecer o alimento a nova gama de gente que estava prestes a entrar na próxima sessão?

 Eu não sei como foi a descoberta, mas eles acertaram na leveza da pipoca. Simples, gostosa, barato "para a venda e não para o consumo" e limpa fácil. Criou-se então a máquina do sucesso. Quem come pipoca enquanto assiste ao filme, consegue vê-lo do começo ao fim, sem dar nenhum cochilo. Embora eu seja desses que comem a pipoca logo nos trailers. Por fim, neste sofá do cinema, aguardo meus amigos para uma nova sessão de magia aos olhos e relaxamento para mente. Será que terá pipoca crocante e quentinha?

 Bom filme!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.