Complexus


E lá estava eu, respirei fundo pela ultima vez e com todo o carinho do mundo voltei a me explicar:

Entenda, somos dois ciclos diferentes que, por mais que tenhamos acesso a uma coisa ou outra, nos perdemos em vazios absolutos na quesito transparência. Eu sou o Ciclo do Caos e você é o Ciclo do Contraditório. Não é uma roupagem absoluta, porém é a que permanece como essência. Eu como caos sou robustamente prepotente, por saber calcular variantes multiformes para que não aja qualquer surpresa ou distração catastrófica. Em contra partida, vem você, como contraditório não sabe se vai ou se vem, não sabe se sobe ou se desce.
 Claro que vejo em você total insegurança, sem saber agir e reagir, por falar algo e se retratar logo após, por fazer algo e desfazer em seguida. Para minhas expectativas você é apenas um confuso, que estudando superficialmente se torna muito previsível, contudo há suas exceções. E você me vê do mesmo jeito, se vai querer ir ou voltar, apenas analisando a situações e por vezes tramando o futuro em visualizações muito bem definidas.
 O que acontece quando se junta os dois? Confusão na certa! Por se tratar de vias parecidas, embora revoltas em egocentrismo cada qual. Os dois ciclos não se completam, mas se sobre saem uma hora e outra para que o outra tome sua forma, não machucando assim a individualidade dos ciclos, porém enquanto estes em tranquilidade se perfazem mútuos em ações e pensamentos, chegará momento de conflito e distorções acíclicas.
 Vale ressaltar que nenhum dos dois ciclos são figuras fáceis de se conviver, isso sem mesclar outras características que são absolvidas por contato externo e preponderantemente assíduo. E enquanto as vertentes não se revelam eficazes, ficamos aqui a esperar pelo fator delta que delimita 51% das chances das coisas, também conhecido como Talvez.
 Quem sabe os ciclos não se unem e conseguem continuar no espaço continuum sem se machucarem, não é mesmo? Para tudo há uma possibilidade, e para cada possibilidade exitem outras três. Enquanto o contraditório é apenas Sim ou Não. Deve ser por isso que o ciclo do caos seja tão misterioso, complexo, difuso e muitas vezes confuso, mas nada que uma força de vontade e paciência não ajude a clarear as coisas.

-Hum... Acho que entendi.
 E o que você espera disso?
-Sinceramente?
-Sim, o que você acha? Acha que vai dar certo?
-...Talvez.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.