Isto é Drama!?

 
 Após noites em claro, decidi recuperar o tempo perdido. Coloquei uma playlist antiga para tocar, busquei por papéis e um caneta confortável e chorei. Chorei aquilo que engulira por um ano inteiro, todas as lágrimas correram superfície a fora sem esforço algum. Marcado de sal estava os borrões de uma estória que se formara de um pensamento trágico: "Se eu morresse agora, quantas pessoas iriam ao meu enterro?"
 Não disse que era uma coisa racional, porém todo escritor tem seus bons e maus momentos. Ainda espero pelos bons, e sempre utilizo os maus de inspiração para as criações das crônicas e ensaios. Este é o meu primeiro texto de cunho dramático, todos os outros são ficção de fantasia ou horror.
 Ao escrever qualquer coisa sempre imagino os personagens como atores e suas personalidades como os dos amigos que eu convivo. O real e o místico é fácil de se correlacionar em linhas horizontais, por isso eu temo por não conseguir transdormar am inha ideia em convicção de drama ou uma novela.

 Sinopse:

Larissa Cavalcante está muito contente com seu casamanto, planejado às vesperas de seu aniversário de namoro com Sandro de Oliveira. As famílias se preparam para a festa mais aguardada do ano, os amigos íntimos planejam as festas típicas de pré-casamento e os amigos do trabalho preparam surpresas para o casal mais apaixonado da Corporação Felix Texeira. O casamento será em alguns dias e nada pode sair errado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.