Muito Gelo e Dois Dedos de Água



O álcool é uma ferramenta que desfaz os laços da timidez... da insensatez... e por sua vez deixa florescer uma atitude nunca antes vista. Diz-se que o homem quando bebe deixa a cerveja entrar e a verdade sair, por pensamento meu creio que não é a verdade que é dita, mas sim os verdadeiros indícios ou propostas. Explicando melhor, é fácil ver vários casos de pessoas que quando bebem choram por seu “amor”, que se declaram, ou ver pessoas que ligam xingando ou se humilhando. Seja qual for o motivo, nunca deixe um bêbado ou bêbada com um telefone ou internet, ou ele/ela vai fazer merda, digo isso por experiência própria. É incrível a capacidade do queimado em conversar ou instigar conversas de cunho pessoal, seja de lamentações ou futebol. Depois de vários suchis e whisky eu me deparo com uma dúvida crucial. Seria eu um step? Um quebra galho? 
                Uma amiga minha me disse que as pessoas se chegam para conversas só porque viram uma garrafa de whisky na mesa, ou duas, ou até três. Mas ainda assim, pelas garrafas indicando status quo, e não verdadeiramente pelo o que você é. Não me importo em conversar, conversar em Lounges ou Pubs é como conversar em filas de banco, fala-se o necessário e nunca mais se vêem. A não ser que você queira interação maior, mas aí vai de sua conta e risco.



Não importa o quanto você bebeu, mas sim o quanto você está apto à dirigir, pois só assim você vai pra casa, a Bhrama e sua espetacular forma de divulgação criou vários métodos de me deixar feliz. Um deles fora criar o motorista da rodada, onde se pode morrer de beber e outra pessoa vai te deixar em casa... ou em local conhecido, espero eu.
Sei que não faz sentido algum falar sobre isso e nem tampouco sobre nada mais, é que quando se bebe fica difícil parar a língua e quando não se beija, se fala, quando não se fala, se bebe e quando não se beija, não se fala e não se bebe, fudeu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.