Quarta de cinzas

Meu carnaval em Recife foi algo espetacular. Nunca que eu esperaria algo de tamanha felicidade. Agora eu já sei o porquê de tanta expectativas para o tal carnaval.
Passei poucos dias nesta maravilhosa metrópole, porém contei semanas de acontecimentos naquele mesmo local. Tudo era muito difuso e constante. Surreal. O clima de carnaval impera em todo canto, nas ruas, escolas, shoppings e praia. Tudo é carnaval, no centro, na orla, no Antigo ou em Olinda. Carnaval é folia.
Tudo em Recife é longe, logo como bom mochileiro, me desenrolei com os ônibus, aprendi as paradas certas e fui embora. Visitei boa parte da cidade, tirei muitas fotos e gravei uns vídeos. A turma que me acompanhou era assim de boa, todo mundo lá era além de animados, amigos de verdade. Por mais que muitos de lá eu nunca tinha visto na vida, mas pareciam amigos de infância, todos nós estávamos nos dando tão bem que nem parecia que era o primeiro carnaval de muitos alí.
Numa casa com tanta gente, era de se admirar que apenas 4 solteiros haviam na casa, isso mesmo de umas 15 pessoas, apenas 4 eram solteiros. Mentira de quem diz que carnaval se curte sozinho, e solteiro, pura mentira. Vi todos os casais no mesmo ritmo que eu e os outros, pareciam todos amigos. Desde a sexta das mulheres até segunda de Olinda tudo foi bem tranquilo.
Emagreci muito de não comer nada, não tinha fome e tempo para comer, era só água água e água. Fora as cervejas, vodka's, ice's, whisky's, absinto's e afins. Comida de verdade acho que só comi quando cheguei.
E é com base em flashs publicáveis que contarei partes do meu maravilhoso carnaval, pois afinal "O que acontece no carnaval, fica no carnaval."

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Quando bate aquela saudade.