Sou legal, não estou te dando mole.

Sinto comunicar que perdi mais um amigo. Não se preocupem ele não morreu, ainda.

Apenas se revelou apaixonado por mim. Desculpas mas, assim não dá.
As pessoas devem perceber o que é real e o que é virtual. Fala sério.

O engraçado é que geralmente isso acontece por eu estar sempre ao lado deles quando alguma coisa muito muito ruim acaba de acontecer, seja o falecimento de alguém da família, a demissão de um emprego muito bom ou o desfazer de um casamento ou relacionamento super estável.

Ser o ombro amigo tem essas desvantagens. O pior é que na cara de pau, chegaram a mim e disseram: "Mas eu pensei que você também estava afim, você é tão atencioso."

Me diga com quem não sou atencioso? Só com as pessoas que não tenho apreço, não conheço ou "pessoasinhas" de merda. Os restante eu me preocupo e cuido de formas diversas. Com a intimidade mais profunda, é possível eu fazer mais e mais, mas nunca esquecendo o objetivo. Se as pessoas pudessem separar as coisas e não se apegar no mais fácil [a ilusão], poderiam aproveitar melhor minha amizade.

Não é questão de preconceito nem nada, é questão de alimentar algo que não existe. Não vou deixar de ser legal com meus amigos por isso, mas vou deixar claro, sempre, minha intenção. Continuar da mesma forma com este que está "apaixonado" por mim, claro que não vou poder.
Seria repetir o mesmo caso da Jake ou do Thiago, e aquilo não foi nada saudável.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Faça amor nu.

Faça Amor, Não Faça A Barba!

Eu fui à praia sozinho.